O impacto do ENOS na variabilidade temporal da precipitação pluviométrica na bacia hidrográfica do rio Piquiri-PR

  • Márcio Greyck Guimarães Correa
  • Emerson Galvani
Palavras-chave: IOS; Bacia hidrográfica; El Niño; La Niña; GAMLSS

Resumo

Esta pesquisa foi desenvolvida considerando os impactos causados pelo El Niño - Oscilação Sul (ENOS) na variabilidade da precipitação. Apresenta uma proposta de uso de um modelo estatístico inferencial para a identificação da participação do fenômeno, por meio do Índice de Oscilação Sul (IOS), na variabilidade temporal da precipitação pluviométrica na bacia hidrográfica do rio Piquiri-PR. Para o desenvolvimento da pesquisa optou-se por analisar a ocorrência de ENOS por meio do IOS, com os dados disponibilizados pelo National Climate Centre da Austrália e dados mensais de precipitação pluviométrica do Instituto das Águas do Paraná para 41 postos pluviométricos com série histórica entre 1976 e 2010. Os resultados obtidos indicam que 31,4% dos meses da série histórica analisada tiveram IOS negativo ≤ -7, enquanto 21,1% obtiveram IOS positivo ≥ +7 e 47,5% dos meses foram considerados neutros com relação ao IOS. Aplicou-se o modelo estatístico GAMLSS (Modelos Aditivos Generalizados para Posição, Escala e Forma) para identificar a influência do ENOS na precipitação média mensal. Observou-se uma defasagem de até um mês entre o registro dos desvios de IOS e a precipitação registrada na bacia hidrográfica do rio Piquiri. Identificou-se ainda uma diminuição na precipitação média mensal quando se aumenta em média uma unidade de IOS ao modelo inferencial. Essa diminuição mostrou-se variável entre as três áreas de drenagem consideradas no estudo.

Publicado
26-02-2021
Seção
Artigos