Avaliação da evapotranspiração potencial em área de Mata Atlântica, Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, São Paulo, SP

  • Frederico Luiz Funari
  • Augusto José Pereira Filho
Palavras-chave: Mata Atlântica; Evapotranspiração; Balanço de energia; Razão de Bowen

Resumo

A finalidade deste trabalho é determinar a evapotranspiração potencial em uma área do bioma de Mata Atlântica, inserida na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), a partir de medições obtidas em estações meteorológicas convencional e au­tomática instaladas no Parque Estadual das Fontes do Ipiranga (PEFI), em São Paulo, SP. O cálculo da evapotranspiração potencial foi determinado a partir da partição do balanço de energia, usando o método da razão de Bowen, e pelo método Penman­-Monteith, padrão recomendado pela FAO – Food and Agriculture Organization. Os valores obtidos foram 3,1 mm pelo balanço de energia e 3,0 mm pelo método Penman­-Monteith, com alto coeficiente de correlação (r = 0,9467). Os valores são semelhantes aos obtidos em outras áreas da Mata Atlântica, como na Ilha do Cardoso (2,8 mm) e em Cunha (2,8 mm), ambos no estado de São Paulo.

Publicado
26-02-2021
Seção
Artigos