Densidade de drenagem e sua relação com fatores geomorfopedológicos na área do alto rio Pardo, SP e MG

  • Silvio Takashi Hiruma Secretaria do Meio Ambiente; Instituto Geológico
  • Waldir Lopes Ponçano Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo

Resumo

A densidade de drenagem é um dos principais parâmetros na análise morfométrica de bacias hidrográficas, correspondendo ao comprimento médio de canais de uma bacia por unidade de área. A distribuição espacial dos valores da densidade de drenagem na região do alto rio Pardo - situada entre a porção nordeste do Estado de São Paulo e sul de Minas Gerais - foi obtida a partir da medição de comprimentos de canais em celas quadráticas que recobriram toda área. Observou-se uma significativa correlação espacial das anomalias de alta densidade de drenagem com a distribuição das principais estruturas reativadas no Mesozóico-Cenozóico, sugerindo uma retomada erosiva das formas de relevo, devido à neotectônica. As principais anomalias de rarefação de drenagem foram observadas nos terrenos sedimentares da Bacia do Paraná. Uma menor correlação foi obtida com os solos, podendo-se observar uma tendência geral de concentração de zonas anômalas de alta densidade de drenagem nos solos podzólicos e baixa a intermediária nos latossolos. Os resultados indicam que o estudo desta variável morfométrica representa uma importante ferramenta na definição preliminar de áreas, nas quais se podem buscar evidências estruturais e tectônicas de campo com maior probabilidade de êxito.
Publicado
01-12-1994
Seção
não definida