Sugestões para padronização da metodologia empregada em estudos palinológicos do Quaternário

  • Jean-Pierre Ybert UFRJ; CCS; IB; Departamento de Botânica Laboratório de Palinologia
  • Maria Léa Salgado-Labouriau UnB; Instituto de Geociências; Laboratório de Geologia Geral
  • Ortrud Monika Barth UFRJ; CCS; IB; Departamento de Botânica Laboratório de Palinologia
  • Maria Luísa Lorscheitter UFRGS; Departamento de Botânica
  • Márcia Aguiar de Barros UFRJ; CCS; IB; Departamento de Botânica Laboratório de Palinologia
  • Sérgio Augusto de Miranda Chaves UFRJ; CCS; IB; Departamento de Botânica Laboratório de Palinologia
  • Cynthia Fernandes Pinto da Luz UFRJ; CCS; IB; Departamento de Botânica Laboratório de Palinologia
  • Maira Ribeiro UnB; Instituto de Geociências; Laboratório de Geologia Geral
  • Rita Scheel UFRJ; CCS; IB; Departamento de Botânica Laboratório de Palinologia
  • Kátia Ferraz Vicentini UnB; Instituto de Geociências; Laboratório de Geologia Geral

Resumo

A metodologia detalhada a seguir foi definida pelos autores durante reuniões organizadas em Belo Horizonte por ocasião do 3f? Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quatemário (ABEQUA) em 1991. Consiste na padronização dos métodos de coleta e dos tratamentos físico-quúnicos a serem aplicados na preparação das amostras destinadas a estudos em Palinologia. É recomendada para estudos palinológicos relacionados com o Quatemário e deverá ser utilizada sempre que for possível, com a finalidade de permitir uma comparação entre os trabalhos dos diversos autores e a utilização dos dados publicados pela comunidade científica. Caso as condições de conservação ou a natureza do material não permitirem o uso desta metodologia, o autor deverá descrever detalhadamente o seu procedimento.
Publicado
01-12-1992
Seção
não definida