Garimpos de diamante na Região de Franca, SP

  • Mário Lincoln De Carlos Etchebehere IPT; Divisão de Geologia e Recursos Minerais
  • Waldir Lopes Ponçano IPT; Divisão de Geologia e Recursos Minerais
  • Rubens Borges da Silva IPT; Divisão de Geologia e Recursos Minerais

Resumo

Este trabalho apresenta um primeiro panorama da explotação de diamantes da região de Franca. Mediante fotoanálise, sobrevôo e trabalhos de campo, foram cadastradas 428 marcas de garimpo, 55 das quais visitadas. Os garimpos se distribuem em aluviões e terraços ao longo dos rios Sapucaizinho, Santa Bárbara e das Canoas. Estima-se uma produção anual da ordem de 1.000 ct, dos quais 70 a 80% de gemas, com tamanhos predominantemente menores que 35 pontos. Os teores, estimados através de informações de garimpeiros, oscilam entre 0,02 e 0,18 ct/m³, comparáveis com outras regiões diamantíferas do mesmo tipo. A atividade garimpeira envolve problemas de ordem legal, ambiental e humana, que carecem de equacionamento mais adequado
Publicado
01-12-1991
Seção
não definida