Subprovíncias hidrogeológicas do Grupo Bauru na região norte-ocidental do estado de São Paulo

  • Samir Felício Barcha UNESP; Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas; Departamento de Geociências
  • Fahad Moysés Arid UNESP; Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas; Departamento de Geociências
  • Sérgio Mezzalira Instituto Geológico

Resumo

Face à crescente demanda de água para fins industrial, agrícola e urbano, estão sendo construídos numerosos poços profundos na região norte-ocidental do Estado de São Paulo, visando a captação de água subterrânea contida nos aquíferos dos sedimentos do Grupo Bauru. Estes poços têm revelado substanciais diferenças em suas vazões, consequência não apenas de suas características técnicas de construção, mas especialmente devidas a fatores geológicos. Os dados obtidos permitiram estabelecer, como causas fundamentais desta variação, a porosidade e a permeabilidade, as quais variam em função da textura, do teor e do comportamento do cimento carbonático. Verificou-se também que a variação na produtividade tem significação regional, isto é, apresenta valores diversos em diferentes áreas. Baseados neste fato, os autores puderam estabelecer a existência de, pelo menos, três subprovíncias hidrogeológicas na região estudada, delimitando, ainda que de forma preliminar, áreas mais e menos promissoras para a exploração de água subterrânea.
Publicado
01-12-1981
Seção
não definida